Seus filhos podem aprender com a educação financeira

Seus filhos podem aprender com a educação financeira

A educação financeira vem, em vários casos, “de berço”. Filhos cujos pais dão exemplo de uma boa administração financeira crescem mais preparados para lidar com o dinheiro e tendem a se tornar independentes mais cedo.

Pode parecer desafiador, mas poucas atitudes são capazes de conscientizar os filhos sobre a importância de aplicar o dinheiro de maneira consciente. E isso pode começar desde a infância. Entenda como.

Educação financeira na infância

Quando começar a falar sobre isso com os pequenos? Quando eles começarem a perguntar e a relacionar dinheiro a determinadas situações, como uma ida ao shopping, por exemplo.

Portanto, antes de sair, defina com eles o objetivo: se é um dia de lazer ou de  compras. O prazer de sair e se divertir não pode ser atrelado ao ato de consumir. Assim, ele entenderá que o consumo deve ser baseado na necessidade e que, para se divertir, nem sempre é necessário consumir.

Relacione esforço e recompensa: quando a criança ganha o que quer na hora que quer, ela passa a não enxergar valor nas coisas. Deixe que ela mereça ganhar algo e ensine a ela a importância de juntar dinheiro para, depois, investir.

Na adolescência: a conversa é outra

Não há problema em dar mesada ao seu filho. Esse será o primeiro contato dele com o “próprio dinheiro” para que ele entenda a importância de uma boa administração. Nada adiantará se você não o estimular a cuidar da sua mesada no determinado período de tempo estabelecido por você.

Se seu filho começou a trabalhar, essa mesada deve diminuir ou ser cancelada. Quanto antes o cordão umbilical das finanças for cortado, melhor. Assim, ele começará a realizar escolhas. Ele vai errar e acertar, mas é preciso tomar cuidado para não julgá-lo.

Se ele desejar comprar um perfume de R$300,00 em vez de três mais baratos ou outra peça de roupa que esteja precisando, deixe-o. Ele aprenderá com as próprias experiências.

O exemplo é tudo

Mostrar para seu filho, desde cedo, que você possui planejamento e consciência financeira é a melhor maneira de conduzi-lo para o mesmo caminho. Atitudes como ter uma lista de compras no supermercado e respeitá-la, questionar-se sobre a necessidade de comprar algo e sempre pagar as contas em dia são inspiradoras.

Mostre para seu filho adolescente como você planeja o pagamento das suas contas, onde realiza suas anotações financeiras e quais os principais tipos de investimento disponíveis.

Conte a ele como conquistou seus bens e o incentive-o a pensar desde cedo em juntar dinheiro ou investir de forma econômica e planejada, como o consórcio por exemplo, para conquistar bens de consumo.

Quanto antes ele conseguir definir suas metas financeiras, melhores serão seus resultados. É preciso se planejar para conquistar uma vida tranquila. Assim, será possível alcançar seus sonhos em menores períodos de tempo.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com suas amigas para que possam praticar a educação financeira com seus filhos!