Mulheres independentes são financeiramente mais controladas

Mulheres independentes são financeiramente mais controladas

O mundo mudou e diversos estereótipos e paradigmas estão sendo deixados para trás. Aqueles papos de que “mulher não sabe lidar com dinheiro”, “mulher gasta demais” ou “mulheres não entendem sobre finanças” não convencem mais.

O empoderamento feminino está por toda parte, inclusive no empreendedorismo e no mercado econômico. Cada vez mais mulheres buscam sua independência financeira e seu desenvolvimento profissional.

O fato é que as mulheres independentes são financeiramente mais controladas e alcançam melhores resultados com o dinheiro. Confira como cuidar da sua vida financeira e aumentar seu poder de compra.

Comece fazendo um levantamento das finanças

Você sabe de cabeça toda a sua vida financeira? Possui controle de tudo (quanto ganha, como investe e quanto tem de dívida)? Se não, comece da seguinte maneira:

  • Saiba exatamente o valor líquido que você recebe;
  • Reúna em uma planilha ou liste todos os seus gastos fixos e variáveis. Anote tudo, até os mínimos gastos. Pode parecer que gastar R$ 5,00 aqui ou ali não faz diferença, mas esse montante pode impactar bastante as contas no fim do mês.
  • Analise os extratos de conta corrente, os investimentos, notas fiscais de compras, comprovantes de renda, de dívidas, impostos, seguros, etc.
  • Levante seu patrimônio, as parcelas que precisam ser pagas e as dívidas;
  • Compare as taxas de juros que você está pagando com as praticadas no mercado para possíveis renegociações de dívidas;
  • Deixe uma reserva de dinheiro todo mês para eventuais emergências. Sem se planejar, você pode cair no cheque especial ou fazer um empréstimo e se endividar;
  • Diferencie necessidade de desejo. Será que você realmente precisa comprar aquele item ou realizar tantas refeições fora de casa?

Estabeleça seu objetivo: tenha foco

Se você quer conquistar um carro em um período determinado, seu planejamento será um. Se seu sonho é um apartamento, seus planos serão outros. Tudo dependerá do foco que você tiver.

Liste o que você pretende conquistar e determine um prazo para isso. Inclua os valores, o prazo e reflita sobre como poderá alcançar o que você almeja de maneira realista.

Você precisará analisar mensalmente se a realidade corresponde ao que você planejou.

Abra sua cabeça para outros investimentos

Se você tiver algum investimento, analise a rentabilidade e se o risco está de acordo com seu perfil de investidora.

Conheça alguns investimentos possíveis:

  • Consórcio: diferentemente do financiamento, você não pagará duas vezes o valor do imóvel ou carro, porque simplesmente no consórcio não há incidência de juros. As parcelas ficam em conta (o valor do crédito é dividido em parcelas). Basta você escolher o plano mais adequado para você. Não há valor para entrada. Altamente rentável.
  • Caderneta de Poupança: não tem cobranças de impostos e é certo o rendimento mensal (mesmo que seja pequeno). O rendimento depende do tempo de aplicação do dinheiro e de que os depósitos completem o ciclo de 30 dias mantidos na conta.
  • Títulos públicos: Ao comprar um título público, você empresta dinheiro para o governo brasileiro em troca do direito de receber no futuro uma remuneração por este empréstimo, ou seja, você receberá o que emprestou mais os juros sobre esse empréstimo.

Cuidar da vida financeira não é difícil. Basta ter controle, foco e ficar antenada ao mercado! Assim, seu poder de compra aumenta e você conquista seus objetivos mais facilmente.

Se você gostou deste artigo, compartilhe essas dicas com suas amigas!