Reforma da Previdência e o impacto na aposentadoria

Reforma da Previdência e o impacto na aposentadoria

Você deve ter acompanhado ou ao menos ouvido falar sobre a reforma da previdência proposta pelo presidente Michel Temer. Perguntas como “o que mudou?” e “como isso impacta na minha aposentadoria” se tornaram comuns.

Gostaria de entender esse assunto melhor e na prática? Confira as informações a seguir que separamos para você.

Requisitos para se aposentar

Como é atualmente

  • Aposentar por tempo de contribuição: atualmente, mulheres precisam ter 30 anos de contribuição para o INSS e, os homens, 35 anos;
  • Aposentar por idade: a idade mínima para a mulher se aposentar é de 60 anos, além de pelo menos 15 anos de contribuição, enquanto para o homem é de 65 anos de idade, também com 15 anos de contribuição.

Mudança

  • Mulheres: será preciso ter 62 anos de idade e, no mínimo, 15 anos de contribuição;
  • Homens: será preciso ter 65 anos de idade e, no mínimo, 15 anos de contribuição.

Valor da aposentadoria

Como é atualmente

  • Na aposentadoria por tempo de contribuição, o fator previdenciário diminui o valor da aposentadoria. Quem se enquadra na regra 85/95 tem direito ao valor integral;
  • Na aposentadoria por idade, o aposentado recebe 70% da média salarial, mais 1 ponto percentual para cada ano de contribuição.

Nos dois casos, o cálculo é feito em cima da média dos 80% maiores salários desde 1994.

Mudança

  • Após os 15 anos de contribuição, o trabalhador terá direito a 60% do valor da aposentadoria. Para ter direito ao valor integral, será preciso contribuir para o INSS por 40 anos.

Veja como será o valor:

  • 15 anos de contribuição: 60% do valor
  • 20 anos de contribuição: 65% do valor
  • 25 anos de contribuição: 70% do valor
  • 30 anos de contribuição: 77,5% do valor
  • 35 anos de contribuição: 87,5% do valor
  • 40 anos de contribuição: 100% do valor

O cálculo deixa de ser feito em cima da média dos 80% maiores salários desde 1994, e passa a se considerar todos os salários.

Regras de transição

Como é atualmente

  • Não existe idade mínima;
  • A partir de 45 anos para mulheres e 50 anos para homens;
  • Pedágio de 50% sobre o que faltar para cumprir 35 anos de contribuição para homens e 30 para mulheres.

Mudança

  • Idade mínima progressiva (+1 a cada dois anos a partir de 2020);
  • A partir de 53 anos para mulheres e 55 anos para homens;
  • Pedágio de 30% sobre o tempo de contribuição que faltar para atingir 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres).

As mudanças valem para todos?

Não. Quem já recebe aposentadoria ou pensão já tem direito adquirido, ou seja, não vai ter nenhuma mudança no valor de seu benefício.

Quem já puder se aposentar quando as novas regras passarem a valer (o que ainda não tem data definida para acontecer) também não será afetado pelas mudanças, mesmo que não tenha dado entrada no pedido de aposentadoria

Ou seja: quem já atingiu as condições para se aposentar, ou atingir até que a lei entre em vigor, não precisa correr para pedir a aposentadoria. Essa pessoa vai se aposentar com as regras atuais

Se você deseja planejar sua aposentadoria ou mesmo investir seu dinheiro, confira estas dicas que separamos para você.